quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Bye Dexter


Vi ontem o derradeiro episódio da oitava, e última, temporada de "Dexter", personagem magistralmente interpretada por Michael C. Hall.
Há já muito tempo que sou cúmplice da série iniciada em 2006.
Confesso que ainda estou a digerir o epílogo e não tenho uma opinião categórica sobre o final.
Apesar de umas temporadas terem sido mais geniais do que outras, "Dexter" está seguramente no meu top de séries preferidas de sempre.


I've lived in darkness a long time. Over the years my eyes adjusted, until the dark became my world and I could see.
Dexter Morgan

domingo, 15 de dezembro de 2013

Peter O'Toole (1932-2013)



O actor irlandês, que ficará para sempre associado à personagem interpretada em "Lawrence da Arábia", faleceu aos 81 anos.
Ao deambular pelo imdb deparei-me com duas frases curiosas proferidas por Peter O'Toole, que, nas oito ocasiões em que foi nomeado ao Oscar (sempre como actor principal), nunca ganhou. Em 2003, a Academia - onde é que já vi isto? - redimiu-se atribuindo-lhe a estatueta honorária.

- "The only exercise I take is walking behind the coffins of friends who took exercise."

- "I can't stand light. I hate weather. My idea of heaven is moving from one smoke-filled room to another."

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Só para fãs




O elenco de "Guerra dos Tronos" a trautear o tema da série

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Saída de Emergência


Nos últimos meses, tenho andado numa fona a ler "As Crónicas de Gelo e Fogo", de George R. R. Martin.
Desde que em Julho comecei a devorar as páginas de "A Guerra dos Tronos" não mais consegui parar.
Em cerca de quatro meses despachei nove dos dez volumes publicados em Portugal pela Edições Saída de Emergência.

Depois de começar, é impossível parar


Quem acompanhou a série televisiva e ficou chocado com o episódio do "Casamento Vermelho", prepare-se para o que ainda está para vir. O sangue do espectador irá coagular mais algumas vezes à medida que o enredo avança.
Apesar de já cá ter o 10.º volume, avançar é coisa que não quero fazer agora. É que neste momento não estou (ainda) preparado para me despedir, por tempo indeterminado, das inúmeras personagens marcantes que fazem parte do universo troniano.
Enquanto o senhor Martin não nos presenteia com mais um volume das Crónicas, vou guardar num cantinho especial "Os Reinos do Caos". Vamos lá ver quanto tempo vou conseguir estar sem visitar Westeros!


O volume 10 está à minha espera


Num determinado contexto, um colega falou-me recentemente em "O Sentido do Fim", de Julian Barnes.
O livro, em comparação com qualquer um dos volumes de "A Guerra dos Tronos", é pequerrucho e lê-se num ápice.
Quando terminar, digo-vos como foi.

E agora algo completamente diferente

domingo, 10 de novembro de 2013

Motosserras e rebarbadoras


Hoje fui abordado por um senhor no estacionamento do supermercado. A curta, mas curiosa conversa foi assim...

- Boa tarde!
- Boa tarde!
- Desculpe incomodá-lo. Está interessado em comprar uma motosserra?
- Não, obrigado.
- E uma rebarbadora?
- Também não.

Foi mesmo só isto!

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Cinema a quanto obrigas



Falta pouco mais de um ano para ser inaugurado o Alegro Setúbal. O espaço comercial terá 10 salas de cinema (nem eram precisas tantas) e vai preencher um vazio que os cinéfilos sadinos há muito sentem.
Enquanto o multiplex Cinema City não abre portas, lá terei de me deslocar ao Montijo, Almada ou Lisboa para ver qualquer filme mais comercial que esteja em cartaz e não queira perder.
Depois de ver "Don Jon" e "Rush - Duelo de Rivais" (recomendo ambos), "Gravidade", de Alfonso Cuarón, é o próximo na lista. Mais uma vez, terei de percorrer uma catrefada de quilómetros para ver Sandra Bullock no espaço. Acho que, tal como "Don Jon" e "Rush", vai valer a pena.


"Gravidade" vai obrigar-me a fazer uns quilómetros


EXCELENTES NOTÍCIAS


É verdade que existe neste momento uma lacuna enorme em Setúbal para quem pretende ver as grandes produções oriundas dos Estados Unidos. No entanto, nem tudo é negativo, uma vez que por estes tempos é possível ver em Setúbal cinema de excelente qualidade a custo zero.
Até domingo, sempre pelas 21h30, está a decorrer no Auditório Municipal Charlot a 14.ª Festa do Cinema Francês, sob o tema "Cinema e Literatura". Hoje, por exemplo, passa o filme "A Cerimónia", de Claude Chabrol, obra de 1995 que conta com as interpretações de Isabelle Huppert, Sandrine Bonnaire e Jacqueline Bisset.


Festa do Cinema Francês é à borla


O bom Cinema à borla não se fica por aqui em Setúbal. No Fórum Municipal Luísa Todi, todas as segundas-feiras (21 horas) nos próximos meses, a História do Cinema Americano está a ser revisitada em 52 obras essenciais. O cineasta Lauro António evoca a época de ouro do cinema norte-americano em algumas das obras marcantes produzidas entre 1930 e 1960.
Na próxima segunda-feira (dia 28), "Top Hat - Chapéu Alto", protagonizado por Fred Astaire e Ginger Rogers, é a fita em destaque na masterclass de Lauro António. "As Vinhas da Ira", "O Mundo a Seus Pés", O Crepúsculo dos Deuses", "Há Lodo no Cais", "A Noite do Caçador" e "12 Homens em Fúria" são alguns dos filmes que também vão passar no Fórum Luísa Todi.


"Chapéu Alto" pode ser visto no Fórum a custo zero

domingo, 6 de outubro de 2013

Venham eles


Quero ver os filmes, mas quero ainda mais ver Jennifer Lawrence

sábado, 5 de outubro de 2013

Woody and Cate


Depois do sensaborão "Para Roma Com Amor", Woody Allen volta a estar em grande forma com "Blue Jasmine", uma das melhores obras do argumentista e realizador dos últimos anos.
Quem também faz um brilharete no filme é Cate Blanchett. A atriz australiana tem uma interpretação assombrosa, que, no mínimo, será merecedora de nomeação aos Óscares. A ver vamos.


Uma interpretação cinco estrelas num filme merecedor de quatro

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Não dá para parar


Os livros 4,5 e 6 de "As Crónicas de Gelo e Fogo" já cá moram.

A Gaiola Dourada


Uma família portugaise em França. Recomendo.

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Fugas


Hoje está muito calor em Setúbal.


Por essa razão, vou fazer um post preguiçoso. Vou limitar-me a colocar algumas imagens do passado fim-de-semana para ver se espevito.


Não me importava nada de estar aqui agora


Não sei se as muralhas aguentam as investidas de tantos candidatos ao trono


Um senhor bife no Restaurante Dom Joaquim


Filete de solha recheado com camarão e bróculos


Já em Lisboa, visitámos o "The Decadente"


Brunch nordic pour moi


Brunch americano pour elle


Subimos ao Park (de estacionamento) na Calçada do Combro. A vista não é má :P


Como estou a ler "A Guerra dos Tronos", lembrei-me dos Baratheon ao ver um veado no Park

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Baixa sadina


As ruas Álvaro Castelões e Dr. Paula Borba, duas da principais artérias do centro histórico de Setúbal, são uma sombra do que foram no passado. Passear na Baixa numa tarde de domingo, sem a agitação própria de um dia de semana ou de um sábado de manhã, permite ver, para o bem e para o mal, as coisas de outra forma.
Felizmente, apesar dos prédios devolutos, das fachadas grafitadas, dos feios gradeamentos metálicos das montras (antes só as ourivesarias recorriam a estas proteções) e, claro, dos dejetos caninos, ainda é possível sermos surpreendidos pela positiva. Pormenores antigos e outros mais recentes fazem a diferença e atenuam o sentimento nostálgico de quem pensa: "como isto era e como isto está!"


Vasos à varanda


Para a chuva e para o sol


Um Jacintho differente

domingo, 21 de julho de 2013

Espaço Ego


Há mais de uma década que visito anualmente Seia.
As minhas passagens pela cidade serrana tinham, invariavelmente, os mesmos destinos: Restaurante O Camelo e/ou Museu do Pão. O chamado enfardanço!
Desta vez, por razões profissionais, uns dias em Seia permitiram-me ver para além do óbvio e descobrir espaços que permanecem um mistério para quem está de passagem.
Um dos locais que merecem mesmo a pena ser visitados - já lá está há quase sete anos - é o "Espaço Ego". A simpatia de quem nos recebe, a comidinha (os menus têm preços acessíveis ao contrário do que se possa pensar à primeira vista), as vistas, a decoração sofisticada (para os apreciadores) fazem do "Espaço Ego" um local único.


















sábado, 20 de julho de 2013

Frase do dia


"Percebes tanto disto como de lagares de azeite. Entrega o pau a outro".

Não me canso de registar frases que ouço nos campos de futebol.
Hoje ouvi esta. Foi dita, a um árbitro assistente, por um presidente de um clube profissional do futebol nacional.

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Imagens de outro dia



Mister Taxi Driver


Ramón "Tacuarita" Cardozo


Hora do castigo


Castigo (parte II)- Filetes de polvo de "O Tachinho do Francisco"

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Imagens do dia



Vale de Rossim, Parque Natural da Serra da Estrela

Piscinar

Espaço Ego, Seia

Crepe Ego

terça-feira, 16 de julho de 2013

Grande Guerra


Comecei a semana passada a ver a série "A Guerra dos Tronos".
Gostei tanto que já me agarrei aos livros.
Ui, ca bom!
Difícil agora é largá-lo independentemente de onde esteja.

Em lazer

Em trabalho

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Camelo


Não anda só no deserto :)

Lar, Doce Lar


Maria Rueff e Joaquim Monchique são geniais em palco


Há muito tempo que os considero dois dos melhores actores nacionais. Já era fã dos seus trabalhos em televisão, agora, depois de os ver em palco, reforcei a ideia.
Em "Lar, Doce Lar", peça de teatro baseada na obra "O que importa é que sejam felizes”, de Luísa Costa Gomes, Maria Rueff e Joaquim Monchique desdobram-se em vários personagens e arrasam com interpretações que nos fazem rir, sorrir e gargalhar.
A forma como ambos dão corpo e voz às diferentes personagens que entram em cena na comédia, cuja acção decorre num lar de idosos endinheirados e caturras, é admirável. Ainda me questiono como é que conseguem em tão pouco tempo trocar de figurinos!
No final, após a mais do que merecida ovação no Fórum Municipal Luísa Todi, em Setúbal, Joaquim Monchique informou que a peça já foi vista por mais de 70 mil espectadores. Fico feliz por ter contribuído para o número e considero que muitos mais deveriam engrossar a lista. Tenho a certeza de que quem o fizer não se irá arrepender. Quem estiver no Algarve a 25, 26 e 27 de Julho ou a 1, 2 e 3 de Agosto pode passar pelo Palácio dos Congressos do Algarve, Salgados (Albufeira).

sábado, 13 de julho de 2013

Suíça



Nota prévia: Já lá vão umas semanitas sem pôr nada aqui no estaminé. A responsabilidade da ausência não é minha, mas do calor e da preguiça (essa malandra).

O país historicamente conhecido pela neutralidade não me deixou nada indiferente. Ao contrário de viagens anteriores, em termos de envolvência, não são as imagens de monumentos, praças e ruas que mais retenho na memória, mas os cenários naturais. Apesar de ter visitado cidades como Genebra e Berna, a base estava montada no cantão de Valais, bem junto aos Alpes e aí o panorama é extraordinário.

Em Junho, com temperaturas muitas vezes acima dos 30 graus, não houve um único dia em que não tivesse visto neve. Houve um dia até, já em território francês, em que pude, pela primeira vez na minha vida, tocar-lhe. Há quem passe uma vida inteira sem ver o mar, eu estive mais de 35 anos sem pisar, tocar e sentir a neve. Demorei, é certo, mas, quando aconteceu, fi-lo em grande estilo com vista para a gaulesa Chamonix e para o Monte Branco.

Uma das grandes vantagens de estar num país com uma localização geográfica central é o facto de no mesmo dia podermos visitar vários países. Por esse motivo, não foi só a minha estreia na neve em território francês. Apesar de ter sido apenas durante uma tarde cumpri o sonho de ir a Itália. Claro que Aosta não é Roma nem Florença, mas adorei cada um dos minutos em que calcorreámos as ruas da cidade. Ah, e os gelados são excelentes e baratos!

Sabíamos que estas iam ser umas férias diferentes de todas as que já tivemos. Conciliámos momentos de lazer com a família - o meu irmão emigrou para a Suíça em 2008 - e a experiência foi maravilhosa. Os momentos que vão perdurar são aqueles em que estivemos ao lado da Matilde, do Martim, do meu mano e da minha cunhada. O Pedro e a Cláudia foram muito mais que nossos anfitriões e por tudo isso estou-lhes muito agradecido.

Não vos enfado mais com palavras e passo agora a partilhar algumas das imagens captadas durante os dias em que estivemos na Suíça (como já deu para perceber França e Itália também fizeram parte do roteiro).


Só para não existirem dúvidas sobre o país em que estava


Castelo de Tourbillon, Sion


Nós na capital do Valais, Sion


"Volto já" helvético


Criancices no parque infantil de Les Îles


Mais brincadeiras no parque. Iupi!


Verde imenso


Banhoca na montanha. Piscina de Marécottes


Acham que o rapaz respeitou os avisos?


Ponte em Martigny


Chamonix, França


Nós em Brévent depois de subirmos de teleféricos (sim, foram dois) a 2525 metros de altitude


A minha primeira experiência na neve


Depois da brincadeira e de momentos inesquecíveis, toca a regressar a Chamonix


Aosta. Já posso dizer que estive em Itália


Gelati meraviglioso


Ski-resort no Vale de Aosta


De volta à Suíça para repor energia :P


O Jet d'eau em Genebra


Em Genebra não vi pontes com cadeados, mas vi esta com uma bike


Cidade velha, Berna


A Torre do Relógio implorou que tirássemos uma foto com ela


Pormenor de uma casa na capital suíça


Numa rua de Friburgo...


Up in the air em Vevey


Não foi preciso música para nos embalarmos no Lago Léman